Blog
abr 08

YouTube Premium | Plataforma passa a oferecer plano mais barato para estudantes no Brasil

Já oferecida por outras plataformas, como o Spotify e o Apple Music, o serviço de streaming YouTube Premium passou a oferecer, desde o último dia 05 de abril, um plano para estudantes no Brasil. A assinatura chega no mercado brasileiro com o valor de R$ 12,50 mensais, quase metade do valor individual comum (R$ 20,90). Desde o final de 2018, o formato já estava disponível nos Estados Unidos.

Com o plano de estudante, os assinantes continuam a ter os mesmos benefícios da versão individual. Assim, usuários podem transmitir vídeos sem anúncios, reproduzir conteúdo em segundo plano, baixá-los para navegar offline e acessar o conteúdo exclusivo do YouTube Originals (que logo deve ser liberado para reprodução com anúncios para quem não paga) e do YouTube Music. Além disso, o serviço ainda permite o teste gratuito de 30 dias para novos assinantes.

Além do Brasil e dos Estados Unidos, a assinatura também está disponível para estudantes do Canadá, Japão, México, Reino Unido, Nova Zelândia, Rússia e Austrália. Na sua página, o YouTube explica que o plano é autorizado apenas para estudantes em tempo integral de universidades certificadas e credenciadas pelos governos dos países listados.

Se, ao preencher o cadastro de assinatura informando a instituição de ensino, o nome da faculdade aparecer como uma opção, o YouTube autoriza o cadastro no plano de estudante. Depois, é necessário fornecer um documento de comprovação (histórico escolar ou certificado de matrícula). A empresa verifica os dados informados na assinatura e, se o usuário cumprir com os requisitos exigidos, o YouTube libera a assinatura por até quatro anos. É preciso, no entanto, atualizar ou confirmar as informações anualmente, para a plataforma verificar se o assinante continua qualificado para o benefício.

O YouTube Premium também oferece um plano família no valor de R$ 31,90. A assinatura disponibiliza acesso aos recursos pagos para até seis membros, maiores de 13 anos, da família e que morem no mesmo endereço cadastrado.

 

Fonte: OlharDigital.com